Líbano só quer paz sem palestinos no seu território

Michel Suleiman - Presidente do Líbano

O  presidente do Líbano, Michel Suleiman, afirmou no México que seu país rechaçará  qualquer acordo de paz que implique no establecimento definitivo dos chamados refugiados, em particular los 400.000 palestinos, que vivem há mais de meio século em seu território. “O Líbano não aceitará nenhuma solução para o Oriente Médio se não for …

Leia mais

Dois Estados: A Única Opção

1948 estabeleceu limites insuperáveis para os dois nacionalismos, o palestino e o israelense. As linhas do armistício de 1949, mantidas até 1967, são a base para a resolução do conflito. 1967 foi crucial para demonstrar isto a muitos árabes: Israel está ali para ficar. E os 40 anos a seguir tiveram igual efeito sobre a maioria dos israelenses:
Para terem paz é necessária a criação de um Estado Palestino viável e soberano nos territórios ocupados.

Leia mais